25/10/20

A minha ausência tem um bom motivo

Olá a todos.
Acho que vos devo uma pequena explicação sobre o motivo da minha escassa publicação de novas receitas quer aqui no blog quer na minha página do facebook
Mas acreditem, pelo menos para mim, é por um bom motivo, ó se é!!!
Pois bem, não, não desisti nem este meu canto nem da página. Então ia fazer uma alteração tão grande e depois abandonar? Nem pensar. 
Esta mudança (clicar na palavra a rosa para ler).só me trouxe coisas boas, quer a nível de satisfação pessoal, de motivação e de crescimento (gostos, visitas, seguidores). Não tanto no blog mas mais na página do facebook.
Aliás, cada vez mais o que é realmente importante é essa rede social. 
Posto isto posso-vos dizer que será assim com muito menos partilhas do que eu gostaria até Maio ou Junho do ano que vem. Será quando termino (se este virus maluco deixar) um projeto que me bateu à porta sem eu esperar mas que me está a fazer muito feliz.
Mas afinal do que se trata? Estarão vocês a pensar.
Pois, isso eu não quero revelar para não haver nenhum azar. Posso mas não o vou fazer e no final, aí sim, terei todo o gosto em partilhar convosco o motivo da minha ausência. 
Até lá continuo a contar com as vossas visitas a este cantinho (e ao outro também).
Convidem amigos, partilhem e ajudem-me a continuar a crescer. 



Muito obrigada por estarem desse lado.

Sigam-me em 


22/10/20

Conselhos para embalar pequenos eletrodomésticos de cozinha numa mudança

Boa tarde. Este post é bem diferente dos que costumo publicar, mas faço-o com base numa proposta de parceria que tive - a Zaask.

Espero que vos agrade q que também vos seja útil. É um artigo sobre como transportar pequenos electrodomésticos de cozinha para uma mudança, ou como empacotar os utensílios/electrodomésticos de cozinha quando se faz uma mudança

Numa mudança, a cozinha é, normalmente, a divisão mais difícil de fazer o embalamento - especialmente para aqueles que adoram cozinhar e têm imensos utensílios e pequenos eletrodomésticos.

Na verdade, os pequenos eletrodomésticos como microondas, jarros elétricos, Robots de cozinha, processadores de comida ou máquinas de café não são complicados de embalar, apenas precisam do equipamento necessário. Mais precisamente de caixas com as dimensões certas e alguns materiais como papel de jornal ou tecido.

Se achar mais conveniente e para lhe poupar tempo e energia, pode pedir a empresas de mudanças para preparar o embalamento destes materiais. Na Zaask existem muitas transportadoras baratas que fazem serviços de mudanças de curta e até longa distância e que têm serviços de embalamento. Contudo, este é uma tarefa relativamente simples que também pode ser feita por si. Anote os seguintes passos:

O seu kit indispensável

Apesar de não precisar de nada em especial para embalar estes eletrodomésticos, tem de ter a certeza de que tem os seguintes materiais:

  Caixas: Se ainda tem as caixas ou algumas caixas dos objetos que vai transportar, é o ideal! Caso não tenha, pode recorrer a caixas com tamanhos semelhantes ao do eletrodoméstico. É importante que não seja uma caixa demasiado grande.

 Papel jornal ou tecidos: coloque papel de jornal ou tecidos como panos de cozinha ou até roupa à volta do eletrodoméstico.

  Fita adesiva ou fita cola: para selar as caixas.

 Etiquetas ou marcador: Marque estas caixas como “frágil” e com o nome do eletrodoméstico. Desta forma, as empresas de mudanças saberão se que têm de manusear a caixa com cuidado.

Conselhos para embalar pequenos eletrodomésticos de cozinha numa mudança

Apesar de existir todo um universo de pequenos eletrodomésticos, os passos para os embalar são praticamente os mesmos, independentemente do objeto:

1- Limpe

Antes de embalar os seus pertences é essencial que os limpe previamente, de forma a não transportar migalhas, gordura ou outros detritos para a sua nova casa.

2 - Retire todas as partes removíveis

Se o seu eletrodoméstico tem alguns componentes que são removíveis, como o prato do microondas ou a lâmina no processador de comida, retire todas as partes e embale-as cuidadosamente e separadamente.

3 - Embrulhe os eletrodomésticos

Comece a prender os fios e cabos soltos dos aparelhos com fita adesiva e prenda na lateral do eletrodoméstico. Se o mesmo não tiver uma porta, como o caso da torradeira, use fita adesiva para tapar a abertura.

De seguida, embrulhe cada item em papel de bolhas, tecido ou jornal, incluindo pequenos componentes. Use mais do que uma camada para os elementos mais frágeis.

4 - Encontre a caixa ideal

Encontre uma caixa que se adeque ao tamanho do seu pequeno eletrodoméstico. Coloque uma toalha, por exemplo, no fundo da caixa para amortecer. Depois de colocar o objeto, se tiver um pouco de espaço pode colocar alguns pequenos utensílios de cozinha. Coloque panos nos espaços vazios, de forma a que nada se parta.

5 - Selar e etiquetar

Depois de selar a caixa, é só colocar uma etiqueta ou escrever com um marcador na parte de fora, indicando o que está lá dentro. Como foi dito,é importante marcar estas caixas como “frágeis”, para serem tratadas com o máximo cuidado pela empresa de mudanças.

  


Texto produzido em parceria com a Zaask: Zaask, o marketplace de serviços líder na Península Ibérica, torna significativamente mais eficiente o processo de contratação de serviços, facilitando assim que clientes e empresas encontrem profissionais de qualquer sector que os ajudem a fazer acontecer. Ao mesmo tempo, é uma ferramenta para que profissionais, freelancers e PMES, de todas as áreas, possam aumentar o seu volume de negócios.

 

18/10/20

Livro Cozinha das Emoções - Daniela Ricardo

Olá boa tarde.

No passado dia 16 de Outubro a Editora Saída de Emergência lançou o livro Cozinha das Emoções de Daniela Ricardo.

Um livro que mostra a relação intima entre as nossas emoções, alimentação, comportamentos, corpo e ciclos de vida. Para perceber essa relação é fundamental compreender que somos mais do que um corpo físico: existem cinco emoções básicas e cada uma está ligada a uma qualidade energética -  e essa qualidade energética a um órgão.

Este não é um típico livro de cozinha, embora encontre nele muitas receitas. Não é um livro de autoajuda, se bem que compreender as nossas emoções nos ajude a conhecer um pouco de nós próprios. Não é um livro de saúde, mas o seu conteúdo, quando aplicado, tem esse efeito nas nossas vidas. Não é um livro de filosofia, mas reflecte um pouco das reflexões e experiências da Daniela Ricardo.

Este livro ajuda a entender o que são emoções, como elas afectam o nosso corpo e vice-versa e como as podemos harmonizar — com receitas, remédios caseiros, exercícios e pontos de pressão —, tendo em consideração que não existem receitas milagrosas mas sim escolhas que fazemos para nos harmonizar.




22/09/20

O grande livro da Alimentação Saudável - Ágata Roquette

Bom dia.
Trago-vos uma breve apresentação do mais recente livro de Ágata RoquetteO grande livro da Alimentação Saudável.
Este exemplar foi-me enviado pela Contraponto Editores a quem eu agradeço desde já. 


Este não é um simples livro que nos ensina a perde peso mas também pretende ajudar-nos a manter o peso que desejamos. 
A Dra. Ágata Roquette, nutricionista que já transformou a vida de milhares de pessoas, ensina o leitor a comer de forma nutricionalmente equilibrada de acordo com os diferentes objetivos e fases da vida.
Nele encontra dicas dobre como ter uma alimentação sudável, por exemplo se está grávida, se esteve e deseja perder aqueles quilinhos extra que a gravidez trouxe, ensina também como nos incutir hábitos de alimentação saudável desde crianças.
Todos sabemos que cada vez mais o vegetarianismo é um hábito na nossa alimentação, mas sabe que há um caminho certo a percorrer para fazer a transição para o vegetarianismo sem prejudicar a sua saúde?
Pois é, neste livro vai poder encontrar não só conselhos práticos para toda a família como também 50 receitas deliciosas e de fácil confeção para o ajudar a manter uma alimentação saudável,desde sopas a pratos principais, passando pelas sobremesas. .

Exemplos de receitas que poderá encontrar nesta obra:

- Creme de couve flor
- Sopa de tomate
- Molho a imitar natas
- Quiches
- Mousse de abacate e cacau
- Panquecas 

No final do livro pode ainda encontrar uma tabela que indica a quantidade de nutrientes presentes em cada 100 gramas de parte edível de um alimento ( *Corresponde ao peso do produto que pode ser integralmente utilizado como alimento, isto é, desprovido dos materiais que se rejeitam por inutilizáveis, quer em cru, quer no momento da preparação, antes ou durante as operações culinárias, quer no prato, ao ser consumido. O valor da parte edível para muitos alimentos depende acentuadamente do modo de aproveitamento ou de hábitos e gostos alimentares e, por isso, o apresentado deve ser considerado uma estimativa média com possibilidade de grande variação na prática, sendo apenas indicativo. É expressa em percentagem*). 


* - In Insa

21/09/20

Bifinhos de frango enrolados com queijo e fiambre

Olá boa tarde a todos.
Venho deixar uma sugestão bem simples para o vosso jantar. Espero que gostem. 

Ingredientes:

- Bife de frango (depende do número de pessoas que vão comer e da quantidade que comem)
- Queijo fatiado (1 fatia por cada bife)
- Fiambre fatiado (1 fatia por cada bife)
- Sumo de limão
. Sal de Pimentas Gourmarket (em alternativa pode usar sal e mistura de pimentas)
- Ovo e pão ralado para panar

Modo de preparação de forma tradicional: 

Tempere os bifes com o sal de pimentas (ou com sal e pimenta) e sumo de limão.
Deixe marinar um bocadinho (se tiver tempo). Retire a carne do tempero e coloque por cima de cada bife uma fatia de queijo e outra de fiambre.
Enrole os bifes e prenda com cordel de cozinha (ou com um palito).
Aqueça o óleo. 
Passe os bifes por ovo e pão ralado e frite em óleo quente mas com o lume baixo para cozinharem e não queimarem. 
Sirva com acompanhamento a gosto (servi com arroz de manteiga - agulha da Bom Sucesso.