30/04/21

Bacalhau com espinafres e cenoura


Olá, como estão?
Confesso que não gosto muito de verduras mas aventurei-me a experimentar esta receita de bacalhau. Ficámos rendidos. Um prato de bacalhau mesmo muito bom e a repetir, 





Ingredientes:
 
- 80 gramas de broa partida em pedaços
- 65 gramas de azeite
- 200 gramas de cebola cortada em pedaços
- 2 dentes de alho
- 150 gramas de cenoura cortada em pedaços
- 2 colheres de chá de sal
- 300 gramas de espinafres descongelados (usei espinafres frescos)
- 500 gramas de bacalhau demolhado e desfiado
. 300 gramas de batata palha

Ingredientes para o molho Béchamel: 

- 800 g ramas de leite
- 200 gramas de natas
- 100 gramas de farinha
- 30 gramas de manteiga
- 1 pitada de pimenta
- 1 pitada de noz-moscada
 


Modo de preparação no robot:

Coloque a broa e 15 gramas de azeite no copo  e rale 10 segundos na velocidade máxima. Retire e reserve.
Coloque no copo a cebola, o alho, a cenoura, 1 colher de chá de sal, 50 gramas de azeite  e pique 5 segundos na velocidade 5. Baixe com a ajuda da espátula o que ficou na parede do copo.
De seguida refogue 5 minutos, temperatura 100°C, velocidade 1.
Adicione os espinafres e o bacalhau e cozinhe 7 minutos, temperatura 120°C na velocidade1.
De seguida desfie 3 segundos, colher inversa, velocidade  4. Retire e envolva o bacalhau com a batata palha.
Pré-aqueça o forno a 200°C.

Prepare o  Béchamel: 

Coloque no copo o leite, as natas, a farinha, a manteiga, 1 colher de chá de sal, a pimenta e a noz-moscada e cozinhe 8 minutos, temperatura 90°C, velocidade 4. 

Retire, adicione ao bacalhau reservado e envolva com a ajuda da espátula. Cubra com a broa ralada reservada e leve ao forno a 200°C cerca de 20 minutos ou até gratinar. Sirva com salada.

Modo de preparação de forma tradicional:

Coloque a broa e 15 gramas de azeite num processador de alimentos e rale. Retire e reserve. Coloque no processador de alimentos a cebola, o alho, a cenoura, 1 colher de chá de sal, 50 gramas de azeite  e pique.
Ponha num tacho antiaderente e refogue em lume brando, sem deixar queimar. Adicione os espinafres e o bacalhau e deixe cozinhar. Triture a mistura (opcional). Retire e envolva o bacalhau com a batata palha.
Pré-aqueça o forno a 200°C.

Prepare o  Béchamel: Leve ao lume, num tacho antiaderente, a manteiga a derreter. Junte a farinha e envolva as duas coisas.  Adicione, pouco a pouco, o leite e misture bem. Tempere com o sal, a pimenta e a noz moscada e deixe engrossar, mexendo sempre. 

Retire, adicione ao bacalhau reservado e envolva com a ajuda da espátula. Cubra com a broa ralada reservada e leve ao forno a 200°C cerca de 20 minutos ou até gratinar. Sirva com salada.


26/04/21

Tarte de nata

Olá a todos. Espero que estejam bem. 
Hoje trago uma tarte da natas. É muito boa, mas para a próxima utilizo uma forma mais pequena para que ela fique mais alta (só tinha com 24  cm de diâmetro).



Ingredientes: 


- 6 folhas de gelatina neutra cortadas em pedaços
- Água fria q.b. p/ hidratar
- 70 g bolacha Maria
- 400 g natas c/ 35% de gordura, bem frias
- 100 g leite
- 1 lata de leite condensado


Modo de preparação de forma tradicional:


Corte as folhas de gelatina aos pedaços e coloque-as num recipiente com água fria para hidratar. Reserve.
Pique a bolacha Maria num processador de alimentos ou se não tiver, coloque-as num saco resistente e esmigalhe com um rolo de cozinha, por exemplo, 
Bata as natas com a batedeira até ficarem consistentes. Reserve,
Esprema a gelatina e leve-a numa taça ao microondas para derreter. 
Misture  o leite e o leite condensado e adicione em fio a gelatina escorrida e derretida. Adicione as natas reservadas e envolva 15 segundos na velocidade 3. Deite numa tarteira de fundo amovível (Ø 22 cm aproximadamente.) e leve ao frigorífico cerca de 8 horas ou até solidificar. Desenforme e cubra com a bolacha reservada.



Modo de preparação no robot:

Corte as folhas de gelatina aos pedaços e coloque-as num recipiente com água fria para hidratar. Reserve.
Coloque no copo a bolacha Maria e triture 10 segundos na velocidade 9. Retire e reserve.
impe bem o copo e coloque a borboleta. Deite as natas e bata na velocidade 3 até ficarem consistentes (vá controlando pra que não passem a manteiga). Retire e reserve.
Leve a gelatina bem espremida ao microondas cerca de 20 segundos. Coloque no copo o leite e o leite condensado, envolva 20 segundos na velocidade 4 e deite através do bocal da tampa a gelatina derretida.
Adicione as natas reservadas e envolva 15 segundos na velocidade 3. Deite numa tarteira de fundo amovível (Ø 22 cm aproximadamente.) e leve ao frigorífico cerca de 8 horas ou até solidificar. Desenforme e cubra com a bolacha reservada.



Notas : Receita retirada do portal Cookidoo. Tarteira d'A Metalúrgica

19/04/21

Donuts da Sónia Azoia

Boa tarde.
Gosto muito das receitas da Sónia Azoia da Pastelaria Online e testei esta receita dos donuts. Ficam tão, mas tão bons,
Macios, saborosos, a lembrar os verdadeiros donuts. 
Não vou fazer alterações no texto mas ela explica tão bem que até tenho receio de distorcer alguma informação. Penso que ela não se importará uma vez que lhe dou os devidos créditos, como faço sempre nas minhas publicações.
A adaptação ao robot de cozinha será feita com base na receita do portal cookidoo. 



Ingredientes para a massa:

 

- 10 gramas de fermento de padeiro seco
- 240 ml de leite
- 50 gamas de açúcar
- 500 gramas de farinha tipo 65
- 1/4 colher de chá de noz moscada ou cardamomo ou canela (usei canela)
- 5 gramas de sal
- 2 ovos
- 90 gramas de manteiga derretida
- Óleo para fritar 

Ingredientes para o glace ou brilho:

 

- 250 gramas de açúcar em pó
- 10 gramas de corn syrup ou xarope de glucose – facultativo **
- 1 pitada de sal (pouco)
- 30 a 45 ml de água bem quente

Ingredientes para o Icing ou cobertura de açúcar:

- 225 gr açúcar em pó
- 10 gramas de corn syrup ou xarope de glucose  – facultativo 
- 1 pitada de sal (pouco)
- 45 ml de água bem quente


Preparação da massa de modo tradicional:


Aquecer o leite ligeiramente, até atingir os 37ºC e colocar na cuba da batedeira, polvilhar a levedura seca por cima, adicionar o açúcar, misturar tudo com suavidade e cobrir durante aproximadamente 15 minutos. Isto activará a levedura seca. Adicionar a farinha e envolver.
Colocar na batedeira e ligar em velocidade baixa.
Adicionar o sal, cardamomo  (ou noz moscada ou canela) ovos e manteiga derretida em velocidade baixa, até que tudo fique envolvido.
Amassar em velocidade média entre 7 a 12 minutos. A massa deve ficar bem trabalhada, solta das laterais da cuba e como que a querer subir pelo gancho. Deve ficar compacta, mas elástica.
Retirar da cuba e colocar numa taça com espaço para crescer, polvilhada com farinha. Deve dobrar o volume, o que pode demorar entre 30 minutos a 2 horas (depende do meio ambiente em que está e este é aquele passo que não se pode acelerar ou saltar).
Amassar suavemente a massa, só para retirar o ar e com rolo, esticar até que fique com cerca de 1,5 cm de espessura.
Cortar círculos com 8cm de diâmetro e os centros com 3cm de diâmetro.
Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar levedar novamente até que dobre volume, o que demora cerca de 30 minutos.
Entretanto aquecer o óleo a 160/170ºC e fritar os donuts durante 1 minuto de cada lado.
Retirar e deixar escorrer.

(Texto da Sónia Azoia)


Preparação da massa no robot de cozinha:


Coloque no copo o leite e a manteiga e aqueça 1 minuto, temperatura 37°C na velocidade  1Adicione o ovo, cardamomo  (ou noz moscada ou canela)  e o fermento, a  e misture 5 segundos na velocidade 3.
Adicione a farinha, o açúcar e o sal e amasse 2 minutos na velocidade espiga. Deixe levedar a massa dentro do copo cerca de 1 hora ou até a massa dobrar de volume. Amassar suavemente a massa, só para retirar o ar e com rolo, esticar até que fique com cerca de 1,5 cm de espessura.
Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar levedar novamente até que dobre volume, o que demora cerca de 30 minutos.
Entretanto aquecer o óleo a 160/170ºC e fritar os donuts durante 1 minuto de cada lado.
Retirar e deixar escorrer.
Cortar círculos com 8cm de diâmetro e os centros com 3cm de diâmetro.

Preparação do glace ou brilho:


Colocar o corn syrup ou xarope de glucose , sal e açúcar numa taça (ou só o açúcar e o sal se não usar nem o corn syrup nem o xarope de glucose). 
Aquecer a água, acrescentar 30 ml na taça e misturar muito bem. 
Retificar o ponto com mais água, se for necessário.  
Passar os Donuts quentes de ambos os lados, no glacé morno e colocar numa grade de arrefecimento Esperar 15 minutos antes de servir.
 

Preparação do icing ou cobertura de Açúcar:

 

Colocar o corn syrup ou xarope de glucose, sal e açúcar numa taça (ou só o açúcar e o sal se não usar nem o corn syrup nem o xarope de glucose)
Aquecer a água, verter e misturar muito bem.
Retificar o ponto com mais água ou mais açúcar, se for necessário.  
Mergulhar os Donuts frios, no icing morno e colocar numa grade de arrefecimento para que seque. Esperar 15 minutos antes de servir.



Notas da Sónia:

*O rendimento desta receita varia conforme a espessura da massa, e também se os centros são depois amassados e esticados de novo, ou consumidos assim mesmo em formato de bola.

** Caso não tenhas nem corn syrup nem xarope de glucose , omite da receita sem que seja necessário substituir por outro ingrediente. A sua utilização dá brilho à cobertura ao mesmo tempo impede que resseque, mantendo o açúcar húmido por dentro, mas com uma película crocante por fora.

 



17/04/21

Molotof

Hoje farias a bonita idade de 98 anos avô. Mas, é o segundo aniversário que não passas connosco, Viveste 96 anos, embora o teu último aniversário já não o tenhas sentido pois passaste-o numa cama de hospital sem dares por isso.  Tive a alegria de ter a tua companhia durante 48 anos e o enorme orgulho de te poder chamar avô. O Mestre Quintino, como eras conhecido, O avô de tantos netos emprestados. Carpinteiro de cena que tanto da sua arte ensinou aos outros. Só eu não consegui aprender contigo a pregar um prego (que vergonha).
Eras um homem com uma memória incrível que sabia responder a tudo o que te perguntavam.
Pois é avô, hoje trago  o teu doce preferido: o molotof . Infelizmente, enquanto foste vivo, nunca o consegui fazer assim bonito e digno de tu te orgulhares. 
Ironia do destino, foi preciso tu partires na tua viagem sem regresso para que eu conseguisse fazer um molotof lindo que me levou às lágrimas por finalmente conseguir. 
Para ti avô, com muito amor e carinho. 





Ingredientes:

- 12 claras
- 12 colheres  de sopa de açúcar
- Caramelo para barrar a forma

Preparação de forma tradicional:

Pré aquecer o forno a 180º C e colocar lá dentro um pyrex onde caiba a forma, com água. 
Untar uma forma de buraco (usei uma de alumínio com 24 cm de diâmetro) e barrar com caramelo.
Deitas as claras numa taça (eu deitei na taça da batedeira( e ligar na velocidade média. Quando começar a fazer espuma, começar a juntar 1 colher de cada vez de açúcar. Bater as claras em castelo bem firme, até as mesmas fazerem picos. Opcionalmente pode adicionar um pouco de caramelo às claras e envolver delicadamente.
Verter para a forma, bater com o fundo da mesma duas ou três vezes na bancada para sair todo o ar incorporado nas claras. Colocar a forma no pyrex com a água e cozer em  banho maria durante 12 minutos a 180º C.*
No fim do tempo apagar o forno. e deixar arrefecer o  molotof lá dentro com a porta entreaberta. Retirar a forma e desenformar no fim de frio. 




Preparação no robot de cozinha:

Colocar a borboleta no copo. Introduzir as claras e sem o copinho transparente bater 6 minutos na velocidade 4.
4 minutos do fim introduzir pelo bocal da tampa o açúcar, colher a colher. Introduzir também caramelo liquido a gosto (cerca de 3 colher de sopa).
Verter para a forma, bater com o fundo da mesma duas ou três vezes na bancada para sair todo o ar incorporado nas claras. Colocar a forma no pyrex com a água e cozer em  banho maria durante 12 minutos a 180º C.*
No fim do tempo apagar o forno. e deixar arrefecer o  molotof lá dentro com a porta entreaberta. Retirar a forma e desenformar no fim de frio. 



Pode preparar um doce de ovos para regar o molotof  e decorar com amêndoa laminada. 

Ingredientes para o doces de ovos:

- 170 gramas de açúcar
- 12 gemas
- 200 ml de água
- 1 pau de canela

Preparação de forma tradicional: 

Leve ao lume um tacho com a água, o açúcar e o pau de canela e deixe ferver durante 3 minutos. Retire e deixe arrefecer um pouco. Elimine o pau de canela e adicione as gemas ligeiramente batidas, mexendo sempre. Leve novamente a lume brando e deixe engrossar, mexendo sempre e sem deixar ferver.



Notas: * O molotof coze 1 minuto por clara. 
O número de colheres de açúcar é igual ao número de claras. 

10/04/21

Passatempo Dia da Mãe 2021

 Olá boa tarde. Aproxima-se o dia da Mãe e como tal vai haver passatempo. Para participarem devem ir à página do facebook do meu blog e a esta publicação. :

https://www.facebook.com/RetirodaSuspiro/posts/274968830924966

Em parceria com A Metalúrgica Bakeware Production SA  tenho uma linda forma TURBANTE ONDULADO para vos oferecer.

O Giveaway tem inicio hoje, dia 10 de Abril e termina no próximo dia 20 de Abril às 23h59m.
O vencedor será encontrado através da plataforma SORTEADOR.
Só serão validadas as participações que cumpram todas as regras.
Este passatempo não é patrocinado ou administrado pelo Instagram e facebook
Boa sorte a todos



08/04/21

Pavlova com chantilly e frutos vermelhos

Olá olá.
Pronto, saiu mais uma Pavlova. Esta com cobertura de natas, frutos vermelhos e uns apontamentos de coulis, também de frutos vermelhos, e de chocolate derretido. 



Ingredientes para a Pavlova:
 
- 330 gramas de açúcar (100 granulado e 230 em pó)
- 8 claras de ovo
- 1 colher de. chá de cremor tártaro ou de amido de milho
- 10 gramas de vinagre de sidra
 
Cobertura (pode usar outra a gosto):
 
- 2 pacotes de natas bem frias
- 4 a 5 gotas de essência ou de extrato de baunilha
- Raspa de 1/4 de limão
- Coulis de frutos vermelhos q.b. *
- 50 gramas de  chocolate preto
- Mirtilos, morangos e framboesas q.b.



Preparação da Pavlova no robot de cozinha:
 
Pré-aqueça o forno a 140°C. Forre com papel vegetal antiaderente um tabuleiro de forno, desenhe um círculo (Ø 26 cm) e vire a folha de forma a que mais tarde o risco desenhado não marque a pavlova.
Coloque um recipiente sobre a tampa do robot, pese o açúcar e reserve.
No copo limpo insira a borboleta. Coloque as claras e o cremor tártaro e bata 4 minutos na velocidade 4.
De seguida programe 5 minutos na velocidade 4 e adicione através do bocal da tampa, colher a colher, muito lentamente o açúcar reservado.
Adicione o vinagre e envolva 15 segundos, velocidade 4. Com a ajuda de uma colher de sopa, disponha o merengue no tabuleiro sobre o círculo e leve ao forno a 120°C cerca de 1 hora e 30 minutos. Desligue e deixe arrefecer por completo dentro do forno.
 


Preparação da Pavlova de forma tradicional:

 
Pré-aqueça o forno a 160°C. Forre com papel vegetal antiaderente um tabuleiro de forno, desenhe um círculo (Ø 26 cm) e vire a folha de forma a que mais tarde o risco desenhado não marque a pavlova. Pese o açúcar e reserve.
Bata as claras em castelo e quando estiverem bem firmes adicione colher a colher, muito lentamente o açúcar reservado.
Continue a bater até obter um merengue bem firme (deve fazer picos). Adicione o vinagre e o cremor e envolva delicadamente.
Com a ajuda de uma colher de sopa, disponha o merengue no tabuleiro sobre o círculo e leve ao forno a 120°C cerca de 1 hora e 30 minutos. Desligue e deixe arrefecer por completo dentro do forno.
 


Decoração da Pavlova:

 
Bata as natas com a raspa de limão e a baunilha.
Retire, com muito cuidado, a Pavlova para um prato. preencha com o chantilly. Guarneça  com framboesas, morangos e mirtilos. Deite o chocolate em fio fino sobre ela e sirva de seguida.